Imaginando Negócios

Imaginando Negócios

Como o mundo moderno está mudando o mundo dos negócios

Você pode navegar pela prateleira utilizando as teclas e

O herói anônimo e seus atos aleatórios de bondade

2013

Quando dois aviões atacaram um dos principais centros comerciais do mundo e pessoas viram que suas vidas poderiam terminar abruptamente, a principal preocupação delas era deixar mensagens de amor para os seus. Quando jovens foram encontrados mortos em um incêndio em uma cidade do interior do Rio Grande do Sul, a trilha sonora do ambiente eram celulares tocando, mães procurando ser atendidas pelos seus filhos que já não estavam no plano terrestre. Quando um garoto americano descobriu que na Africa haviam outros garotos não tinham o que beber, juntou suas economias para pagar a construção de um poço para extração a partir dos lençóis freáticos.

157316025

Atos aleatórios de bondade acontecem a nossa volta o tempo todo, mas muitas vezes se tornam invisíveis diante do dinâmismo do mundo. Porém algo mudou nos últimos anos. No passado os meios de comunicação de massa eram unilaterais, você recebia as informações da forma que as emissoras queriam. O advento da internet inverteu este jogo, dando voz para quem os anônimos invisíveis. E com essa voz, veio a projeção destes atos de bondade.

Pare para pensar nas diversas mensagens sobre causas sociais você recebeu na ultima semana. Talvez o ser humano não tenha mudado e este lado bom sempre esteve presente, mas hoje isso ganha outra visibilidade graças a tecnologia. Ou ainda mais do que ser bom, talvez vivamos numa era onde precisamos transparecer uma imagem boa, nem que seja falsa.

Na edição especial Person of the year da revista Time, do final de 2011, o protestador anônimo protagonizou a capa, revelando a forca das pessoas nas revoluções, superando as organizações. Sao estes atos que podem mudar o mundo.

Poucas organizações descobriam como participar desta corrente sem parecerem oportunistas. Um exemplo interessante foi a Starbucks, que diante da crise americana, passou a engajar os frequentadores a doar para fundos de desenvolvimento de empregos. Esta visão é chamada capitalismo social, conceito muito difundido por Michael Porter onde as empresas não devem agir apenas como filantropas, mas podem sim gerar valor para a sociedade e, por consequência, ampliar seu próprio valor.

O capitalismo social pode ser a evolução natural das empresas para essa característica do ser humano. E os atos aleatórios de bondade podem se tornar uma corrente comercial mais justa e buscando o consumo consciente. Entenda este breve texto como uma introdução, pois acredito que podemos falar muito sobre este tema e imaginar os negócios do futuro em uma base de troca justa e onde o valor é compartilhado. Cada participante desta relação, seja consumidor, empresa, colaborador ou qualquer outro pode ser um herói no nosso mundo moderno.

O que você acha?

Mantenha seus comentários educados e focados no tópico.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: